quinta-feira, 8 de março de 2012

Ah! É o amor...

Seu coração dispara toda vez que o vê. As pernas ficam bambas, no estômago aquelas borboletas,e a bochecha...bem, a bochecha fica rosada, afinal, é o amor. Ahhhhhhhhhhh! kkkk, caras amigas, vou ser super sincera, não existe amor a primeira vista. E muito menos podemos afirmar que amamos de fato, sem conhecer a pessoa. Dê o braço a torcer, é paixonite aguda. Como assim paixonite? Paixonite paixonite!!!!! Um sentimento, nada além disso. Um sentimento como o medo, a angústia, a alegria. O amor nasce com o tempo, com a convivência. Existem umas e outras por ai, que toda semana conhece um novo amor para sua vida inteira. E como isso é possível? Não, não é possível.
Ultimamente tenho percebido que 99% das pessoas que se afastam da igreja, se afastam por problemas na vida sentimental. E como não é novidade para ninguém, a maioria são mulheres. Mulheres que deixam ser guiadas cegamente pelo sentimento. Mulheres que abandonam a confiança em Deus, para viverem um conto de fadas, mas acabam vivendo mesmo, é o conto de falhas, um inferno, uma vida de desilusão. Por isso é importante não deixar o sentimento nos levar. E talvez você esteja me perguntando: é e como eu faço isso, sabendo que nós mulheres, somos sentimento puro? Oras! Quero te fazer uma pergunta, e seja sincera: Tem dias nos quais mesmo você sendo jovem, obreira, ou sei lá o que, você simplesmente, não esta com vontade de ler a bíblia, de orar, de jejuar. Mas qual a sua atitude perante isso? Vence seu querer e ora, jejua, lê a bíblia mesmo assim, e pronto e acabou. O que a carne quer é problema dela. E assim devemos ser, diante do nosso coração, esse bichinho ruim, que as vezes ataca, bate o pé, e quer porque quer. Você tem que mostrar pro coração quem manda. É difícil? Sim! Não estou dizendo que é fácil, gostar de alguém e ainda sim, ter que agir racionalmente, analisar se é de fato de Deus, analisar o caráter da pessoa e tudo o mais. Eu sei que você olha o fulaninho,e dando muitos suspiros fala de si para si: Ah! Como ele é de Deus, como ele é lindo, olhe bem esses olhos verdes, essa cara de príncipe encantando da Bela adormecida...ah! Como eu o amo. Ama nada! Isso é paixonite, e sim, agora você já sabe como vencer esse sentimento chato, e que insiste em incomodar, e querer atrapalhar o nosso bom relacionamento com Deus. Abre o olho hein!!!  Ela está logo ali,rsrs.

Na fé e na guerra, Caroline Benaia

Nenhum comentário: