terça-feira, 28 de agosto de 2012

O meu desespero!

Hoje eu fiquei desesperada! Acordei de manhã absolutamente normal,fui à escola, estudei como de costume, e como todas as mulheres (normais), eu digo normais porque tem umas que fazem isso de mais, por se acharem muito, e outras não o fazem por terem complexos. Enfim, me olhei no espelho da escola pela manhã e o que vi? A mesma cara de sempre, que vejo há anos... Mesmo nariz, mesma boca, mesmos olhos....   E de tarde fui para o meu cursinho, me parecia um dia absolutamente normal, mas não o foi...
Na hora do intervalo do cursinho, fui até o banheiro, e ao me olhar no espelho... TCHARAM! me desesperei, e foi inevitável isso.... Meu rosto estava inchado, e meus olhos então nem se fale! Quase nem conseguia abri-los, mas o pior mesmo, foi olhar pro meu rosto e ver muitas, mas muitas, inúmeras manchas vermelhas nele. Foi terrível, deu vontade de chorar, espernear, meu rostinho, que antes era quase uma porcelana, que eu tanto prezava, todo vermelho! Foi triste de mais, você que é mulher deve me entender, pois nós temos a nossa vaidade,e não é fácil, já ficamos atacadas com uma espinha, imagine vendo seu rosto  numa vermelhidão...
Já anoiteceu e nada, tudo ainda muito vermelho. talvez você se pergunte a troco de que postei isso aqui, vou te dizer!
Muitas vezes ficamos desesperados, acontecem coisas que não esperávamos, não sabemos de onde vêm, como resolver o problema... É muito complicado! É assim que eu me sinto agora. Mas o que eu posso fazer? NADA! Esperar que isso passe, que meu rosto volte ao normal, ou seja, confiar! Talvez você esteja numa situação desesperadora, te aconteceu algo que você não sabe de onde veio, o que fazer pra resolver essa situação, mas eu te digo, confie, confie em Deus! Isso vai passar... 
Eu sei que eu vou chorar hoje, mas bem como isso surgiu do nada, ai desaparecer do nada, eu creio.
E se amanhã, ao amanhecer, as manchas não sumirem? Vou até um dermatologista, pois sei que ele resolverá o meu problema... E você, o que fazer pra resolver esse problema que de tão grave nem se compara ao meu? Vá até o médico dos médicos, conselheiros dos conselheiros, e assim como eu confio num homem, que é de carne e osso, confie em Deus, isso vai passar!




Na fé e na guerra, Caroline Benaia


Nenhum comentário: