sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Nossos sonhos

Eu tenho o meu, você têm o seu, aliás, todos os que estão vivos sonham, eu digo vivos porque muitos ainda respiram, mas a partir do momento em que deixam de sonhar morrem... Morrem porque não há perspectivas para o amanhã, morrem porque não tem o que planejar, pelo que lutar...
Talvez você esteja morto, desistiu, jogou tudo para o ar. Você tinha sonhos, porém vieram problemas, lutas, dificuldades, e você abriu mão e decidiu morrer.
Esse é o plano do diabo, se você não tem perspectivas para o amanhã, por que buscar a Deus?
Para que ir para igreja? Lutar para ter o Espírito Santo se você é incapaz? Obreiro(a) você? Pastor/esposa você?
Nem você acredita mais em si, tá morto. E o que fazer para voltar a sonhar?  Procurar  uma faísquinha daquela chama, que ardia dentro de você, nem que seja as cinzas dos sonhos que um dia viveram em ti, e apresente para aquele, para o único, que pode não só te fazer voltar a sonhar, mas aquele que pode fazer seu sonho tornar-se realidade. E ai? Vai desistir? Eu não. Mas ai é com você!


Na fé e na guerra, Caroline Benaia


sexta-feira, 7 de setembro de 2012

O poder da sinceridade!

Na quarta-feira dessa semana, eu tive uma gloriosa experiência com Deus.
Eu estava passando por um deserto interior muito grande, e não tinha perspectivas de sair de lá, não sem a ajuda de Deus. Fui para a igreja disposta, desde quando acordei na quarta, estava decidida a resolver a minha situação, tomando banho estava falando com Deus, a caminho falando com Deus...
E quando cheguei na igreja, de tanta revolta, nem dobrei meus joelhos como sempre faço, sentada no banco, de olhos bem abertos, olhando para o nome de Jesus, eu fiz a oração, a melhor oração, a mais eficaz oração.... A oração da sinceridade! Abri meu coração, e fui SINCERA, pedi que Deus me respondesse, ou é ou não é, ou Ele é comigo ou estou só...
Eu fiquei besta, uma coisa,  uma coisa, na reunião, foi só pra mim, eu tenho certeza, foi a resposta das minhas orações, eu fiquei besta, como Deus pode ser tão maravilhoso, e se preocupar com um serzinho tão minúsculo e insignificante?  Porque ele me respondeu? Porque eu sou a tal? Sou melhor que os outros? Negativo, ele me respondeu por que eu fui SINCERA!

Na fé e na guerra, Caroline Benaia