segunda-feira, 8 de outubro de 2012

As escadas da minha casa...

Na minha casa existem duas escadas, bem longas por sinal, e na minha casa também não bate muito sol...
As escadas são grandes, íngremes, e em uma delas, ao lado, esta um grande vão.
Todos os dias, quando chego da igreja de noite, todas as luzes estão apagadas, é difícil enxergar um palmo diante do nariz... 
Mas uma coisa percebi, quando chegava sexta-feira da igreja, sim estava tudo escuro como todos os dias.. Sim, não era possível enxergar um palmo diante dos olhos... Sim, diante de qualquer descuido eu cairia no vão, mas eu não cai. Eu desci a escada correndo, sem nem olhar para os lados. Sabê porque?
Porque fazem 15 anos que moro nesta casa, 15 anos que subo e desço diariamente essa escada, e eu tenho intimidade com ela. Conheço cada degrau, cada centímetro, ao ponto de nem precisar olhar, nem precisar de luzes acessas para desce-la. Eu a conheço!
E percebi que assim é com Deus... Quando o conhecemos e temos intimidade com ele, andamos sem nos preocupar, sem olhar para os lados, sem se preocupar com a escuridão e o vão que nos espreita... Confiamos que não vamos cair, pois ele nos guia.
Não é glorioso? Quando estamos dispostos a ouvir a voz de Deus, ele fala, fala forte, nas mínimas coisas, nas atividades mais simples do dia a dia, basta que estejamos dispostos a ouvir sua meiga voz!



Na fé e na guerra, Caroline Benaia

Nenhum comentário: