quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Uma candidata a obreira #Parte 2

Foi quando ele passou por mim, estava sério, continuou com os passos duros, mas do nada, deu meia volta, e veio na minha direção... Ele estava com cara de realmente bravo, parou na minha frente, olhou nos meus olhos,bem no fundo deles, parecia que ele sondava a minha alma, e ficou ali cerca de dez segundo me encarando olho no olho...
Eu não sabia porque ele estava fazendo aquilo, eu não sabia, eu juro! Ele era sério e tudo o mais, só que ele nunca tinha agido assim. Então eu pra quebrar o "gelo", disse: - Sim Sr Pr! Ele continuou lá, me encarando, isso deve ter durado uns 30 segundos, mas confesso que pareceu uma eternidade rs.
Então o semblante dele mudou, ele estava com o rosto franzido, agora a expressão dele era de calmaria, como se ele tivesse encontrado o que procurava, a reposta da sondagem dele... Então ele me diz, e isso com um sorriso no rosto: - Minha filha, você não tem o Espírito Santo! E saiu, apressado, retomou o seu caminho.
Co-co-como assim, eu não tenho o Espírito Santo? Impossível! Eu falo em línguas, eu...eu... Eu cai no choro. Aquilo foi um soco na boca do estômago. Fiquei realmente muito mal, me sentia sem chão...
Fui correndo pra casa. Chorando. Foram os dez minutos mais longos da minha vida, o caminho até em casa. Eu só conseguia pensar: " quem ele pensa que é!"  "Ele não é Jesus." " Eu vou provar pra ele."
Passei o dia com a cabeça cheia. E as horas se passaram, e de noite lá estava eu na igreja. Não conseguia nem olhar na cara do auxiliar, a revolta me consumia, as palavras ditas mais cedo martelavam na minha cabeça....
Então, me tranquei na salinha do ler e escrever na época... Liguei meu celular na rede aleluia, e comecei a ouvir, estava passando momento do presidiário. A verdade é que... Quando Deus quer falar, ele não escolhe programação, afinal, se ele usou até uma jumenta! 
E Deus começou a falar comigo, ali sentada naquela carteira, com a cabeça baixa, os olhos inchados de tanto chorar, soluçando, eu reconheci: "Não tinha mesmo o Espírito Santo, tinha dúvidas, da minha salvação, agia muitas vezes na ira, não tinha domínio próprio, não era humilde... Que Espírito Santo era esse? " Aiiiiiiiiiiiiiiiiii como doeu. E agora? E agora? E o meu sonho de ser obreira... (Agora pensar na salvação que é bom nada né? ) haha. Mas foi ali que Deus falou comigo: Minha filha, eu tenho um plano muito maior pra você esse ano ainda! O presente que eu te darei caso você busque, não se compara a um título! É algo maior, o bem mais precioso, glorioso! A salvação da sua alma, e a minha presença. Haaa, chorei! (era muito emotiva, chorona, bebêzão = kkk). Hehe, ai começou a tocar uma das músicas mais fortes que ejeta ânimo quando estamos no deserto: Deus sabe de você, do cantor Jota Neto. 
Levantei dali, vermelha de chorar, triste por ter priorizado o que não importava, mas decidida, a mudar, AGORA É A MINHA VEZ. Sai dali decidida, passei pelo Pr, e abri um largo sorriso, e soltei um audível: Muito obrigada! Agora eu começaria a minha jornada, rumo ao batismo com o Espírito Santo...


PS: Amanhã virei aqui, relatar, quais foram os sinais evidentes de que era o espírito enganador quem atuava na minha vida, e quais são os frutos do verdadeiro batizado com o Espírito Santo. E claro, vou continuar a história, ela só termina dois anos depois desse episódio, quando eu entro na obra kkkkk Por isso não percam! 



Nenhum comentário: