quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Uma candidata a obreira #Parte 8

Considerações sobre a parte 7:
Meninas, nada deve estar acima da nossa vida espiritual. A candidata a obreira, quebrou a cara, porque foi guiada por sentimentos infundados e pela voz do coração. Aja racionalmente, com os pés no chão. Eu ouvi esses dias uma coisa muito bacana, de uma esposa de Pr, que me orientava...
" Deus trabalha com a certeza. Se houver um pingo de dúvidas, caia fora! E outra coisa.... Quando eu fui apresentada ao meu marido, eu analisei cada detalhe, foram 4 meses analisando detalhe por detalhe. E só após, ter feito a minha razão ter trabalhado bastante, eu falei para o coração: Agora pode gostar!"
Sejam assim. Sábio conselho. Primeiro analisem, ajam racionalmente, vejam se é concreto, ou se não passa de uma utopia. Imaginem só, uma menina de 14 anos que nem obreira era, gostar de um Pr, maduro, e tudo o mais? Enfim, e vamos a parte 8...

E aí começou o meu inferno. Eu estava muito triste, por saber que ele estava orando com uma obreira, e me abati. Mas o pior, nem foi isso, mas sim, a maneira como ele começou a me tratar ... Feito lixo. Ele me pisava, me humilhava, me escorraçava, e aquilo estava me fazendo muito mal. Parecia que ele me perseguia, e sentia-se feliz, em me tratar assim, pois ele fazia coisas horríveis, e sempre com um sorriso no rosto.  Até que eu decidi conversar com o Pr titular, e pedir ajuda, pois devido a isso, eu estava me sentindo distante de Deus. 
O Pr sorriu, olhou para mim, e tudo o que disse foi: - Filinha, fica na fé, fica em paz, tudo isso é porque você vai ser levantada a obreira. Tá bom?
Eu fiquei com a cara no chão, mas amém. Só que nada mudou, nada adiantou. Ele continuou a me tratar feito lixo, e a cada dia me expor a situações mais humilhantes. 

Vamos analisar esta situação.... Agora podemos entender porque a candidata a obreira até então, não foi levantada, vejam como Deus de tudo sabe! Ela não teria estrutura para aguentar certas coisas, afinal, essa "perseguição" do auxiliar, fez com que ela titubeasse na fé, imagine se ela já estivesse de obreira? Deus conhece as nossas estruturas, talvez até hoje, Deus não te deu algo, que você tem muito lutado, porque te falta estrutura. Voltemos a história...

Então, eu tomei uma decisão extrema. Aproveitei que estudava em outra cidade, e me vali dessa desculpa, para mudar de igreja. Eu sinceramente achava que isso iria resolver a minha vida, e os meus problemas, eu queria, recomeçar do zero, e a minha solução encontrada foi fugir.
 Fui para uma igreja beeem pequena, próxima a minha escola, e foi lá, que eu amadureci, 3 anos em 3 meses. Como? Não perca a próxima parte. 


Um comentário:

Anônimo disse...

continue a História Obreira :-D