segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Tudo pode mudar

E então, você cai novamente no mesmo erro...
Já está cansada, não consegue entender porque. Você luta com todas as forças para se manter bem longe disso, mas não consegue. E você chora, acha que essa batalha é perdida. Você faz propósitos, orações, jejuns, mas nada muda.
Que luta é essa? Que parece ser impossível de ser transposta, afinal? É a sua luta interior! Aquela voz cricri que fica no seu interior te criticando. Te dizendo que você não é capaz, te acusando quando você erra por inexperiência, te jogando para baixo. Aquela voz que te compara com as demais, e te faz sentir um nada. A voz que quer te levar para bem longe de Deus.
Tudo o que Deus faz é bom e perfeito. Não, Ele não fez essa voz irritante e acusadora, e tão pouco autorizou ela a habitar aí dentro de você.  Mas então porque Deus não elimina essa voz de uma vez por todas, e acaba com o seu sofrimento? Já ouviu dizer que devemos matar um leão todos os dias? Eis aí um dos leões a serem mortos, exterminados. E Deus te deu o livre arbítrio, te fez livre para escolher dar ouvidos a essa voz petulante, ou ouvir a voz Dele que te diz: - Você é mais que vencedora.  Você tudo pode. Você é linda. Você é especial.
Todos os dias de nossas vidas, até o fim dela, ouviremos a tal voz. Mas quando estamos com a nossa fé em alta, com os pensamentos conectados aos pensamentos de Deus, somos inundadas de pensamentos bons, sobre nós, e sobre os demais. E já não há mais dialogo com a dona voz... A insuportável, a irritante. Mil vezes não! Ela virá, ela vai tentar te vencer, mas agora você é uma mulher decidida. Você sabe o seu potencial, e não há nada que te faça pensar o contrário.
Eu aprendi uma tática, e tem dado super certo. Podem te chamar de louca, mas kkk comigo funciona.
Toda vez que a fulana da voz vier, comece a falar, com os lábios, não no pensamento... Eu posso. Eu consigo. Comece a se elogiar, diga o quanto você é capaz, linda, vencedora, prendada, diferente, blá blá blá. Pra cada latejada da fulana, rebata em bom tom, professando o contrário. Ela vai diminuindo, diminuindo, ficando minúscula. Ela jamais sumirá, mas o tamanho de formiga ou de um gigante, quem vai determinar é você. Não alimente-a. Cuidado! Só falta eu dizer que ela morde kkk Mas sim, ela morde e arranca pedaços. Da sua auto-estima, da sua alegria, e até da sua comunhão. Então, decida combatê-la, ou sempre vai se pegar na situação do início do Post.

#VamosMatarEla  #XôVozChata

Beijos de Luz princesas <3 p="">

Nenhum comentário: